De que forma o mindfulness mudou a minha vida?

 

Artigo Publicado na revista Online EsmeraldAzul

5 Agosto 2014

 

logo-topo-pt

 

 

thirdevolution

 

Quando se menciona a prática de mindfulness muitas vezes esta surge associada aos inúmeros benefícios em termos de bem-estar físico e psicológico. No entanto, o impato do mindfulness – esta forma de estar e viver no momento presente – permite-nos mudanças que vão para lá de melhorias a nível físico e emocional. Para muitos  surgem mudanças a nível existencial como por exemplo um maior entendimento de quem são como seres individuais, da sua relação com o mundo e com os outros, do que estão aqui a fazer na sua caminhada de vida e o que querem para a nossa vida.  Por outras palavras é um processo que fomenta o desenvolvimento pessoal.

 

O mindfulness não é um momento em que paramos para pensar, mas antes é um momento em que paramos para estar aqui e agora criando espaço interno para ouvir com completa aceitação o que está a ocorrer dentro de nós. Esta prática de viver e estar no momento presente permite-nos ouvir de uma forma mais clara a nossa voz interna que nos vai indicando o que precisamos para nós próprios, as nossas necessidades, de que forma devemos cuidar de nós, o próximo passo ou caminho a tomar nas diversas situações que vamos vivendo ao londo dos nossos dias. Escutamos com maior clareza e com coragem avançamos, certos de que naquele momento presente é exatamente o que precisamos para nós próprios – damos estes passos com carinho, gentileza e aceitação por nós próprios.

 

Muitas das pessoas que passam pelo nosso Centro partilham mudanças bastante profundas no seu processo de desenvolvimento durante as 8 semanas do curso de mindfulness para redução de stress e desenvolvimento emocional (MBSR) não apenas com melhorias em termos de redução dos níveis de stress, ansiedade e sintomas depressivos, aumento na capacidade de estar e viver no agora, de observar a experiência presente e agir com maior consciência e discernimento em situações de maior stress, mas igualmente uma maior capacidade de serem quem são genuinamente, de expressarem as suas vontades e caminharem no sentido de mudança para viverem vidas mais felizes e preenchedoras - isto porque entendem que só existe o momento presente. Achar que se vai ser feliz amanhã é uma ilusão porque o futuro não existe, não está aqui presente neste momento. Nós só temos o Agora, este momento presente para viver e estar e se queremos ser felizes temos que nos recordar que podemos ser felizes AGORA!

 

Algumas palavras de duas pessoas que passaram pelos nossos cursos de MBSR este ano:

 

Viver no momento presente foi a minha maior descoberta. Aprendi a parar, a Ser e estar em cada instante da minha vida. Reduzi stress e ansiedade. Sinto-me mais feliz com a vida. Aprendi a gerir melhor os meus momentos. Observo, sinto, cheiro e vivo. Descobri quem sou e o que quero, aprendi a ouvir atentamente as minhas paixões, desejos e sonhos, da mesma forma que aceitei os lados de mim de que tenho mais receio e reticência. Cuido melhor de mim porque ouço o meu corpo. Confio mais em mim porque me abraço com carinho todos os dias. Mudei de vida porque estava certa que tenho a oportunidade de ser feliz hoje em vez de adiar para amanhã a oportunidade de viver com um sorriso. ~Anabela Coutinho

 

Considero que ter participado no curso de MBSR – Mindfulness para Redução de Stress e Desenvolvimento Emcional -  foi um dos melhores investimentos que poderia ter feito em mim próprio. Tantas vezes na vida que sonhamos que vamos fazer “isto ou aquilo”, que achamos que poderá de alguma forma trazer-nos mais felicidade e bem-estar, mas na verdade a maioria das vezes vamos adiando e não nos predispomos a parar, no aqui e agora, e a agir de facto… vamo-nos mantendo “embriagados” nesta correria sem sentido que a sociedade nos impele a viver, esquecendo que o tempo não pára e o nosso amanhã vai ficando comprometido pela falta de investimento no agora, esse sim, o único momento real que temos nas nossas mãos… Houve então um dia que por feliz coincidência do destino, e talvez também por estar cansado dessa rotina de pensar “um dia ainda vou mesmo dedicar tempo a mim próprio!”, decidi investigar: o que afinal seria isto da meditação e de viver com atenção plena? Foi um passo decisivo na minha vida, que me permitiu iniciar um processo verdadeiramente transformador, apesar de saber que este é só o início de um caminho de contínua descoberta e desenvolvimento pessoal. Hoje considero-me uma pessoa com maior capacidade de aceitação (não confundindo com acomodação) da realidade que a cada momento a vida me oferece, menos apressado em correr sem sentido, menos impulsivo e reactivo face às adversidades e mais atento a mim próprio, às outras pessoas e ao mundo à minha volta. Em suma, poderei dizer muito simplesmente, que usufruo da vida de modo mais presente, tranquilo e feliz. Paulo Maravalhas

 

Dra. Carla Martins

Ser Integral: Centro Português de Mindfulness

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © Ser Integral 2014 - All Rights Reserved.

Production and Design by: PTWS - Alojamento Web.