Mindful Check-In: Uma prática de atenção plena para qualquer altura do dia

Artigo Publicado na revista Online EsmeraldAzul

23 Junho 2015

 

logo-topo-pt

 

 

self-check-in

 

 

A prática de mindfulness não se restringe unicamente aos 20 ou 40 minutos diários de prática formal em que arranjamos um lugar sossegado para estar em silêncio connosco próprios no momento presente seja a observar a respiração, o corpo, as emoções ou os pensamentos. Para fazermos do mindfulness um hábito natural – uma forma de estar na vida - é aconselhável que ao longo do dia a nossa atenção desça ao momento presente vezes sem conta, de forma a nos enraizarmos e estabilizarmos a nossa presença na experiência do momento.

 

 

É importante sermos capazes de encontrar a respiração entre as nossas atividades, observar como estamos fisicamente, emocionalmente e mentalmente de forma a recentrarmos a nossa presença e alinharmos a nossa ação em intenções mais assertivas e construtivas. Desta forma, o mindfulness deixa de ser apenas uma prática e passa a permear o ar que respiramos, o solo que pisamos, as emoções que sentimos e os pensamentos que ocupam a nossa mente. É uma ferramenta que nos permite encontrar connosco próprios e com o momento presente com mais clareza, consciência e discernimento.

Uma das práticas que pode ajudar a criar este hábito é o Mindful Check-In – uma prática que pode ser feita em qualquer altura do dia, entre os momentos das nossas atividades profissionais, pessoais e familiares. Nos momentos em que estamos parados no trânsito, antes de entrar para uma reunião, enquanto esperamos na fila da caixa do supermercado ou no final de uma caminhada na praia. Basta parar e centrar-se em si próprio no agora:

 

 

 

Mindful Check-In from Centro Português de Mindfulness on Vimeo.

 

 

A prática no vídeo tem cerca de 9 minutos, mas a mesma pode ser completada em simplesmente 2 minutos. Basta seguir passos sugeridos no vídeo e em baixo:

O exercício Mindful Check-In convida-o a parar a sua atividade num determinado momento do seu dia e avaliar como se sente naquele momento:

  1. CORPO: Note o corpo na postura em que está. As sensações de contato. Respire e note a respiração no corpo. Depois questione-se “Como está o 
meu corpo neste instante”? Aceite o que surgir.

     

  2. EMOÇÕES: Observe as suas emoções. Note o que ocupa a sua experiência do presente: tristeza, ansiedade, felicidade, contentamento, raiva, etc. 
Note como sente estas emoções no seu corpo e onde as sente. Observe os pensamentos à volta dessas emoções sem se envolver. Observe e aceite a 
experiência do momento.

     

  3. PENSAMENTOS: Note agora a sua mente como observador. Note os pensamentos como se fossem nuvens a passar no céu sem as querer agarrar ou 
fazer desaparecer. Não se envolva nos pensamentos e identifique a qualidade dos pensamentos que ocupam a sua mente agora (ex., passado ou futuro; agradáveis ou desagradáveis). Aceite e deixe ir. Observe como estes pensamentos se traduzem em emoções na sua experiência do momento.

 

 

Dra. Carla Martins

Ser Integral: Centro Português de Mindfulness

Copyright © Ser Integral 2014 - All Rights Reserved.

Production and Design by: PTWS - Alojamento Web.